Nasce Uma Estrela

Nasce Uma Estrela | Crítica

A junção de Bradley Cooper como diretor e protagonista ao lado de Lady Gaga em Nasce Uma Estrela é sim uma maneira de chamar o público para o cinema, mas isso é deixado de lado a partir do momento em que te entregam um filme emocionante e lindo, onde o expectador sorri e chora junto com os personagens.

Essa versão de “Nasce Uma Estrela” (A Star Is Born) é a quarta a estrear no cinema e aqui nós vamos manter a crítica sem a comparação com os anteriores, já que não é preciso, pois o longa com Gaga e Cooper é forte e detém um brilho único.

O filme te prende logo no início com a apresentação de Jackson Maine (Bradley Cooper) e Ally (Lady Gaga), nesse momento já é possível perceber que a química entre os dois é muito forte. Cooper consegue levantar o filme em todas as cenas que está presente, Lady Gaga por sua vez se mostra uma boa atriz, mas ganha muito destaque nos momentos em que canta e interpreta as canções do filme.

Nasce uma Estrela vale o ingresso, mas é bom preparar um lenço para chorar muito enquanto canta com Jackson Maine (Bradley Cooper) e Ally (Lady Gaga).  O filme estréia dia 11 de outubro nos cinemas.

Ouça “Shallow”:


 

Acompanhe também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

NãoSeiNadaCAST é o podcast do site Não Sei Nada que tem o intuito de trazer humor para os assuntos mais sérios do universo Nerd/Geek. Apresentado por amigos que adoram falar sobre esses assuntos sempre que estão juntos, de uma maneira descontraída e sem grandes pretensões, apenas para mostrar nosso amor e paixão pela cultura Pop e que podemos discutir com opiniões diferentes, mas sempre se entendendo e rindo muito.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: