Jogador-N1-Poster

Jogador Nº 1 – Crítica

A única coisa que pode ser dita sobre Jogador Nº 1 nesse momento é: “Vá ao cinema ver o melhor de Steven Spielberg com muitas referências ao universo Pop!”

Apenas isso descreve Jogador Nº 1, um filme que conta com uma mensagem positiva sobre a humanidade, com efeitos lindos cheios de referências aos anos 80 e 90, e claro com muita ação e puzzles dignos de games que não tinham tutorial. Realmente um filme que te deixa feliz e com vontade de voltar ao final e rever muitas e muitas vezes para prestar atenção em tudo o que tem na tela, que vai de Battletoads até Overwatch.

Jogador Nº 1  é baseado no romance de 2011 de mesmo nome escrito por Ernest Cline, e assim como no livro conta a história de Wade Watts (Tye Sheridan) que em um futuro distópico, no ano de 2045, como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday (Mark Rylance) morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico para conquistar sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts terá de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir.

Simples como em um jogo de vídeo game comum, mas dentro dessa “missão” existem segredos que precisam ser revelados e com isso um mistério é colocado na trama e que deixa o enredo mais interessante. E claro que o visual do OASIS vai deixar qualquer fã de game e cultura POP “maluco”, já que o filme conta com inúmeras referências, entre elas filmes , games e animes – no momento em que aparece o GUNDAM vou confessar que fiquei muito empolgado.

Artemis em Jogador Número 1
Artemis em Jogador Número 1

A mensagem que Spielberg passa durante o filme também é incrível, valor a amizade e a bondade humana, assunto difícil de ser abordado hoje em dia, vamos ao cinema para nos divertir e ver boas histórias e Jogador Nº 1 consegue pegar o melhor de tudo que referencia e colocar na tela juntamente com muita ação e um romance interessante e ao mesmo tempo moderno.

Se você quer sentir a nostalgia dos anos 80 e 90 recomendo muito esse filme, e se você ainda é jovem e não conhece esse universo eu recomendo também, pois provavelmente você vai querer saber quais são essas referências caso não as conheça ou vai se ligar muito mais a tecnologia apresentada no filme, já que a Realidade Virtual está nas suas mãos hoje em dia.

Jogador Número 1 vale o ingresso e estréia dia 29 de Março nos cinemas.

Nota:  

Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

Nosso podcast

https://mundopodcast.com.br/teiacast/variedades/nao-sei-nada/

https://podflix.com.br/naoseinadacast

http://youtuner.co/channel/naoseinada.com.br

 

 

 

4 thoughts on “Jogador Nº 1 – Crítica”

  1. Eu tenho grandes expectativas do filme. A participação do T.J Miller me entusiasma porque eu acho que é um excelente ator. Seus dubs são muito bons, o que ele fez em Emoji O Filme foi excelente. Emoji O Filme é um filme encantador desde o inicio, a historia e sobre todos os personagens são adoráveis. O ritmo da historia é ameno e a mensagem que tem o filme é muito fofa, definitivamente recomendado. A história é muito divertida e original, pelo mesmo, tanto crianças como adultos podem desfrutar dele. Sem dúvida, Emoji O Filme é um dos melhores filmes que estrearam o ano passado.

Deixe uma resposta