Crítica – Silêncio

Todos os filmes de Martin Scorsese fazem os espectadores pensarem e discutirem o que acabaram de ver e com seu novo longa Silêncio isso não é diferente. Um filme denso, com uma história triste e deplorável da humanidade, mostrando as diferenças culturais que até hoje não são muito bem aceitas e diferenças religiosas que se misturam com políticas internas e que são usadas para “controlar” a população mais pobre.

O filme conta a história de dois padres jesuítas portugueses, Sebastião Rodrigues (Andrew Garfield) e Francisco Garupe (Adam Driver), que viajam até o Japão em uma época onde o catolicismo foi banido. À procura do mentor deles, padre Ferreira (Liam Neeson) os jesuítas enfrentam a violência e perseguição de um governo que deseja expurgar todas as influências externas.

Scorsese consegue mostrar as diferenças religiosas em um Japão cheio de camponeses muito pobres que queriam ser Cristãos, mas não entendiam muito bem o que significava fazer parte dessa crença, enquanto os padres tentavam ensinar de maneira escondida uma
religião que era muito diferente do que aquele povo estava acostumado.

O filme não aborda apenas isso, mas também como os governantes do Japão viam o problema de seu povo mudar suas convicções. Nesse momento percebemos que os problemas vão além da religião e contam também com conflitos políticos que são muito bem apresentados.

Silêncio tem um ritmo lento que pode não agradar muitas pessoas, mas vale ver a visão de Scorsese dessa parte da história que não é muito lembrada no cinema.

Nota: classificacao-positiva


Confira nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

NãoSeiNadaCAST é o podcast do site Não Sei Nada que tem o intuito de trazer humor para os assuntos mais sérios do universo Nerd/Geek. Apresentado por amigos que adoram falar sobre esses assuntos sempre que estão juntos, de uma maneira descontraída e sem grandes pretensões, apenas para mostrar nosso amor e paixão pela cultura Pop e que podemos discutir com opiniões diferentes mas sempre se entendendo e rindo muito.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: