Após mudança de diretor, de roteiro e de datas da produção, finalmente fomos agraciados com o filme Batman (The Batman), assinado por Matt Reeves (Planeta dos Macacos: Guerra) e que conta com Robert Pattinson como o herói mais sombrio da DC Comics.

Reeves nos trouxe uma história sombria e realista, baseada na trilogia Nolan, mas sendo muito mais “real”, focando em seus personagens e em um Batman mais detetive e com seu psicológico extremamente abalado, já que está na ativa por apenas 2 anos sendo inexperiente e brutal. O diretor ainda se apoiou em dois quadrinhos famosos do herói como O Longo Dia das Bruxas e Ano Um, o que nos leva a uma Gotham gótica e suja, onde o crime e a corrupção são os verdadeiros grandes vilões.

Falando em vilões, finalmente tivemos um Charada (Paul Dano) digno e que enfrenta Bruce com todoseu intelecto. Um personagem perturbador que tem uma motivação interessante, ao mesmo tempo que distorcida, nos lembrando em alguns momentos que é um psicopata e por isso um dos maiores vilões da galeria do Morcego.

O Pinguim, interpretado por Colin Farrel, é sem duvida o que mais chama atenção e agora posso ver o sentido dele ganhar uma série derivada. Farrel consegue apresentar o Cobblepot em ascensão, ele ainda não é o grande traficante de armas e influência de Gotham, mas com toda certeza se tornará o implacável Pinguim dos quadrinhos.

Agora o que falar sobre John Turturro (Carmine Falcone), o personagem é o traficante mais perigoso de Gotham e vendo ele dessa maneira, Turturro consegue nos deixar apreensivo apenas com a sua presença, quando assim é preciso, e nos faz acreditar e pensar que ele é um aliado em diversos momentos, e isso só acontece por conta de sua interpretação memorável.

Agora os aliados do Morcegão dividem opiniões. A Mulher-Gato de Zoe Kravitz é forte e independente, mas falta um pouco da sensualidade que Selina possui para conseguir o que quer dos homens poderosos de Gotham. O Alfred de Andy Serkis é diferente de todas as versões apresentadas nos cinemas até hoje, e se assemelha muito com o personagem da série Gotham, mas deixa um pouco a desejar em seu discurso de que poderia ser um pai para Bruce, sem contar a falta de diálogos onde Alfred ensina Bruce com sabedoria, deixando o personagem desinteressante.

James Gordon, interpretado por Jeffrey Wright, é um dos personagens que mais agradam e vemos, o até então tenente, Gordon ajudando o Batman nas investigações e também nos momentos da ação, o que agrada muito.

Falando em Batman finalmente vamos falar sobre Robert Pattinson como o Cavaleiro das Trevas, um herói em ascensão, diferente do que vimos até hoje nos cinemas. Muito mais brutal e impaciente que massacra os inimigos como um tanque de guerra, perturbado por seu passado e com a influencia do vilão do longa entrando em sua mente e com isso trazendo a tona verdades desconhecidas sobre a família Wayne. O Bruce de Pattinson é tão agressivo que sua armadura até o deixa pesado, fazendo com que os bandidos o vejam chegando devagar para assim massacra-los.

The Batman (Batman) vale cada centavo, mas vale lembrar que é algo parecido com o filme Joker, não fazendo parte do Universo da DC já conhecido nos cinemas, então podemos dizer que esses dois filmes são o Selo Black Label da editora nas telonas. O filme de Matt Reeves é grandioso e corajoso, funcionando apenas sozinho e sem conversar com os Deuses do Universo da DC nos cinemas. E pra finalizar, preciso falar que eu quero um Batmóvel de Pattinson pra minha coleção.

VAMOS FALAR MAIS SOBRE THE BATMAN NO PODCAST


Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

CONHEÇA NOSSO PODCAST

NãoSeiNada Podcast é o podcast do site Não Sei Nada que tem o intuito de trazer humor para os temas mais diversos do universo Nerd/Geek. Apresentado por amigos que adoram falar sobre esses assuntos sempre que estão juntos, de uma maneira descontraída e sem grandes pretensões, apenas para mostrar nosso amor e paixão pela cultura Pop.