O Esquadrão Suicida | Crítica

Em 2016 a equipe de vilões, Esquadrão Suicida, da DC Comics ganhou um filme um tanto quanto questionável, muito criticado pelos fãs, mas que trouxe em cena personagens como Arlequina de Margot Robbie, que logo de cara virou o xodó de todos, e isso fez com que o grupo ainda fosse visto com bons olhos pela Warner. Algumas desavenças fizeram com que um dos principais diretores de filmes de herói ficasse livre no mercado, então mais que depressa a Warner divulgou o filme O Esquadrão Suicida com ninguém menos que James Gunn na direção.

Tudo estava muito obscuro e cheio de duvidas até que a Warner, durante a DC FanDome, apresentou as primeiras imagens e alguns relatos dos atores, e do próprio James Gunn, deixando todos muito empolgados com o que estava por vir.

E como já era esperado Gunn nos entregou um filme digno de uma equipe estranha e muito maluca, conseguindo trazer a tona muito da psique e das loucuras dos personagens, junto com uma historia digna de super-heróis ou super-vilões dos quadrinhos. O reboot/continuação, brinca com o filme original enquanto o respeita, deixando um legado dos personagens como Arlequina, Amanda Waller e Rick Flag.

Esquadrão Suicida - Arlequina

Todos os personagens são importantes para a trama, Arlequina de Margot Robbie é incrível e cativante, suas cenas são impressionantes e tem muito da Rainha de Gotham. Idris Elba transformou Robert DuBois / Sanguinário em um grande vilão da DC Comics, se tornando o anti-herói que o Pistoleiro deveria ser no primeiro filme, e sua interação com John Cena (Christopher Smith / Pacificador) é um dos pontos altos do filme com grandes momentos de comedia e ação.

Tubarão-Rei ou Nanaue, que conta com a voz de Sylvester Stallone, é carismático e ganhou o coração do público, mas não foi tão inesperado quanto a interpretação de David Dastmalchian, como Abner Krill / Homem-Bolinha. Que David é um grande ator nós já sabemos, mas que o Homem-Bolinha seria tão grandioso enquanto estranho nós não sabíamos e fomos surpreendidos com esse personagem que acabou se tornando também importante para a trama.

Esquadrão Suicida - Caça Ratos

Mas com certeza, nenhum deles chamou mais atenção do que Cleo Cazo / Caça-Ratos 2, interpretada por Daniela Melchior, e seu companheiro o ratinho, Sebastian, já que sempre que estão em cena roubam a nossa atenção, e carregam a principal mensagem do filme.

O Esquadrão Suicida é um filme sobre seus personagens, e com isso todos tem sua importância e a interação de cada um é o grande acerto de James Gunn, que precisa voltar para mais continuações do Esquadrão da DC Comics.

Confira nossa Live sobre O Esquadrão Suicida:


Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

CONHEÇA NOSSO PODCAST

NãoSeiNada Podcast é o podcast do site Não Sei Nada que tem o intuito de trazer humor para os temas mais diversos do universo Nerd/Geek. Apresentado por amigos que adoram falar sobre esses assuntos sempre que estão juntos, de uma maneira descontraída e sem grandes pretensões, apenas para mostrar nosso amor e paixão pela cultura Pop.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: