Viúva Negra - Scarlett Johansson

Viúva Negra | Scarlett Johansson processa a Disney por lançamento no streaming

Parece que nem só de amores vive a Marvel. Nesta quinta-feira (29) fomos surpreendidos com a notícia do The Wall Street Journal de que Scarlett Johansson, a protagonista de Viúva Negra, estaria processando a Disney por quebra de contrato já que a atriz alega que a empresa não seguiu o combinado ao lançar o filme solo de Natasha Romanoff pelo Premier Access do Disney+ simultaneamente à estreia nos cinemas.

Segundo consta na ação judicial o acordo com a Marvel (Disney) garantia o lançamento do longa exclusivamente nas salas de cinema fato que atrelaria parte do salário da atriz aos valores de bilheteria do filme.

O processo deu o que falar já que pode abrir um precedente importante na indústria do entretenimento, visto que desde o início da pandemia os estúdios estão priorizando o lançamento de suas produções em streaming, o que pode influenciar no valor acordado e recebido pelos atores e produtores dos títulos que muitas vezes contam também com o desempenho de bilheteria das produções .

Claro que a poderosa Disney não gostou e prontamente respondeu que as alegações da atriz não procedem e complementou dizendo que a atriz estaria sendo insensível aos efeitos da pandemia, destacando ainda que Scarlett já teria recebido cerca de US$ 20 milhões pelo trabalho e que “o lançamento de Viúva Negra no Disney+ com Premier Access aumentou significativamente a oportunidade de ganhar compensação adicional em cima deste valor sem revelar que tipo de acordo teria sido proposto.

A história não parou por aí e o agente da atriz, Bryan Lourd divulgou um comunicado rebatendo o estúdio e dizendo que descarada e falsamente acusaram Scarlett Johansson de ser insensível à pandemia global de covid em uma tentativa de fazê-la parecer alguém que eles sabem que ela não é, além de criticar a divulgação do salário da atriz em uma tentativa de transformar o sucesso de uma artista e mulher de negócios em arma, como se isso fosse algo de que ela deveria se envergonhar. E finalizou destacando que o estúdio moveu deliberadamente o fluxo de receita e os lucros para o lado Disney+ da empresa, desfavorecendo e deixando os parceiros artísticos e financeiros de fora de sua nova equação.

E como a briga está longe de acabar o ex-editor do THR, Matt Belloni, afirmou que a atriz Emma Stone, protagonista de Cruella, também estaria cogitando processar a Disney pelo lançamento do filme no Disney+ e que Emily Blunt também pode se manifestar após a estreia de Jungle Cruise neste fim de semana.

Ficaremos ligados nos próximos capítulos dessa treta!


Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

CONHEÇA NOSSO PODCAST

NãoSeiNada Podcast é o podcast do site Não Sei Nada que tem o intuito de trazer humor para os temas mais diversos do universo Nerd/Geek. Apresentado por amigos que adoram falar sobre esses assuntos sempre que estão juntos, de uma maneira descontraída e sem grandes pretensões, apenas para mostrar nosso amor e paixão pela cultura Pop.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: