Bienal do Livro RJ | Entenda a absurda proibição da HQ Vingadores – A Cruzada das Crianças

Como Dumbledore já tinha nos alertado “Tempos sombrios e difíceis estão por vir…” e os últimos, e vergonhosos, acontecimentos na Bienal Internacional do Livro, no Rio de Janeiro, mostram que estes tempos chegaram, já que infelizmente em 2019 tivemos que lidar com tentativas de censura na HQ Vingadores – A Cruzada das Crianças simplesmente por apresentarem conteúdo LGBTQA+.

Para quem não acompanhou, nesta quinta-feira (5), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, divulgou um vídeo em seu Twitter no qual afirmava ter determinado que os organizadores da Bienal Internacional do Livro recolhessem a HQ Vingadores – A Cruzada das Crianças por supostamente ter “conteúdo sexual”.

E na tarde desta sexta (6), a prefeitura ordenou que funcionários da Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP) fiscalizassem a Bienal Internacional do Livro Rio para recolher livros considerados “impróprios”. Não foi identificada nenhuma obra em desacordo com as normas e o chefe da fiscalização disse só ter encontrado “muitos livros”, quando a visita foi encerrada oficialmente.

Após esta vergonhosa ação, a organização da Bienal entrou com um pedido de mandado de segurança preventivo para garantir o funcionamento do evento e o direito dos expositores de comercializarem obras de temáticas diversas. E no começo desta noite, a justiça concedeu uma liminar que impede que as autoridades municipais busquem e apreendam obras em função de seu conteúdo, especialmente as que tratam de temas LGBT.

A decisão do desembargador Heleno Ribeiro Pereira Nunes, da 5ª Câmara Cível, também impede que a licença da Bienal seja cassada em decorrência dos fatos recentes. Segundo ele:

Sem fazer qualquer juízo de valor a respeito do conteúdo das obras indicadas, alguns livros da Bienal espelham os novos hábitos sociais, sendo certo que o atual conceito de família, na ótica do STF, contempla vária formas de convivência humana e formação de células sociais.

decisão do desembargador Heleno Ribeiro Pereira Nunes, da 5ª Câmara Cível.

O quadrinho, escrito por Allan Heinberg e publicado originalmente em 2010, é voltada para o público adolescente e adulto e, nos Estados Unidos, tem classificação indicativa para maiores de 13 anos. Na realidade o tal conteúdo tão “impróprio” alegado pela prefeitura é a narrativa de dois heróis adolescentes, Wiccano e Hulkling, que se relacionam. Não há nenhuma cena explícita ou qualquer conteúdo que indicassem seu lacre com plástico preto, prática adotada apenas para publicações com teor pornográfico. E a tão falada ilustração do beijo você pode ver abaixo, uma cena de amor como tantas outras que estamos acostumados a ver nos quadrinhos ou qualquer tipo de publicação, séries, filmes,etc. :

vingadores - a cruzada das crianças

O recolhimento foi anunciado após discurso do vereador Alexandre Isquierdo (DEM) na Câmara Municipal do Rio, na última quarta (4), em que o político ataca a publicação como uma “covardia” às crianças e chama os colegas de Câmara a assinarem uma carta de repúdio contra Marvel, Panini e Salvat, todas responsáveis pela publicação da revista em diferentes momentos.

vingadores- a cruzada das crianças

Em comunicado oficial, a organização da Bienal Internacional do Livro declarou que não vai obedecer a determinação do prefeito:

A organização da Bienal também divulgou a programação de três painéis voltados para a literatura LGBTQA+. No Café Literário, com participação João Silvério Trevisan (Companhia das Letras), Jaqueline Gomes de Jesus (Metanoia) e Tobias Carvalho (Record), acontecerá a mesa “Diversidade, substantivo plural”, às 17h do dia 7 de setembro.

Também no dia 7, às 11h, o debate “Feminismo x Machismo” acontecerá com o youtuber Spartakus Santiago, Mel Duarte e Ellora, tendo Claudia Sardinha como mediadora. Já às 19h, a mesa “Literatura Arco-Íris” será mediada pelo autor e cineasta Felipe Cabral e contará com Lucas Rocha, Vitor Martins, Igor Pires, Thati Machado, Vinicius Grossos e Pedro HMC. A última mesa da Arena #SemFiltro da Bienal acontece às 19h do dia 8 de setembro. Felipe Cabral mediará a conversa “Literatura Trans”, que contará com Laísa Marilac, Nana Queiroz, Tarso Brant, Natalia Travassos e Amora Moira.

E a tentativa de censurar a HQ acabou se mostrando completamente fracassada quando em menos de 1 hora após a abertura da Bienal todos os exemplares de Vingadores – A Cruzada das Crianças disponíveis à venda no local esgotaram e assim impedindo os fiscais responsáveis de efetuarem o recolhimento ordenado.

Após a ação da prefeitura, diversas editoras, entre elas a Companhia das Letras e Galera Record se manifestaram contra o ato.

E ainda tem quem diga que censura não existe, uma lamentável situação onde um simples beijo consegue se sobrepor diante de tantos problemas que o país enfrenta. Temos que lutar pela representatividade sim e, principalmente, por todas as formas de amor.


Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: