Game of Thrones | Temporada Final Desagrada, mas faz Sentido

A oitava e última temporada de Game of Thrones foi a mais polêmica e dividiu os fãs, já que o último episódio realmente não agradou a grande maioria da audiência, mas apesar do desfecho entranho tudo o que aconteceu faz sentido.

Calma!!! Vou explicar com Spoilers.

A temporada se inicia com Daenerys, Jon e todo o pessoal do Norte se preparando para a Batalha contra o Rei da Noite. Um primeiro episódio muito bem elaborado, com os personagens se encontrando e alguns tendo muito destaque, mas o segundo episódio já começa a decair apresentando muitos diálogos fazendo parecer que estavam nos enrolando e ganhando tempo, mas na verdade muito do que foi mostrado nesse início iria repercutir ao final da série.

Essa temporada contou com momentos chave, que foram contados de maneira rápida e muitas vezes com apenas uma frase ou até mesmo em um dialogo curto. Esse artifício realmente diminui a qualidade da série que sempre foi conhecida pelos seus diálogos e, principalmente, pelas intrigas e capacidade dos personagens de articular os acontecimentos e tudo se resolver muitas vezes sem uma luta de espadas.

Claro que as poucas batalhas de GoT são lembradas e a Batalha de Winterfell deveria ser a maior e mais épica de toda a série. Infelizmente não foi bem assim. O fato de deixarem tudo escuro cheio de movimentos rápidos e muitas vezes sem mostrar as lutas não agradou muito aos fãs, mas tudo isso fazia sentido dentro do que foi proposto neste episódio. Com a escuridão e a confusão fazendo parte da ambientação, deixando tudo escuro e frio assim como eram os soldados do Rei do Noite.

bran-stark-ultima-temporada-de-game-of-thrones

Confesso que senti o pavor daqueles que lutavam contra a “morte”, uma luta que não tinha fim e que parecia perdida desde o começo. Mesmo com Daenerys e Jon montando um Dragão cada e com uma luta entre Dragões, a batalha já estava perdida. Neste momento Bran Stark entra em cena e chama atenção do Rei da Noite para si, atraindo o Caminhante Branco e seus generais para um único ponto estratégico, onde o vilão é apunhalado por Arya Stark. Podemos aqui observar que Bran tem tudo sob controle, como falei anteriormente, tudo sutil e muito rápido.

Esse momento pode ser levado em consideração quando chegamos ao final da temporada, assim como outros pontos chave, como no momento em que Bran decide contar para suas irmãs a real origem de Jon Snow. Bran continuando deixando um rastro de tudo o que “precisa ser feito”, tudo daí pra frente vai acontecer quando tiver que acontecer e as pessoas vão estar onde deveriam estar, no momento em que deveriam estar, e este sempre foi o discurso do Corvo de Três Olhos.

Após a batalha de Winterfell nos deparamos com a última guerra de GoT, onde Daenerys e Jon tinha que destronar Cersei. Aí começa o fanservice, com Euron Greyjoy sendo badass e matando um Dragão e ao final enfrentando Jaime Lannyster. Tivemos também o tão esperado Cleganebowl, Jaime junto com Cersei nos seus últimos momentos e, claro, Daenerys queimando tudo por onde passava.

Muito do fanservise foi o que não agradou, junto com as decisões tomadas por alguns dos personagens principais. Os arcos de certos personagens foram muito bem explorados, como Theon Greyjoy que se mostrou um personagem complexo digno de Game of Thrones. O Cão também contou com um final digno para fechar seu arco, mesmo com a batalha um tanto quanto estranha e sem graça.

Brienne por sua vez foi pouco explorada e poderia ter tido uma jornada mais interessante, assim como Sansa que mesmo se mostrando poderosa deixa a desejar com diálogos fracos e muitas vezes sem sentido. Jaime e Cersei nem se fala, os irmãos Lannister contaram com um desfecho sem graça e com pouco peso, mas digno do universo de Game of Thrones, lembrando com o grande Lorde Tywin Lanniter morreu “obrando”.

Tyrion se mostrou importante e ao final descobrimos que o anão foi importante para tudo o que aconteceu, dos momentos ruins para Westeros ao grande final com a escolhe do novo Rei. Foi o único dos personagens principais que foi impressionante do começo ao fim, mostrando porque é o personagem preferido de Martin e de muitos fãs da série.

Jon Snow e Daenerys Targaryen eram aqueles que iriam mudar os rumos da história de Westeros, mas isso aconteceu apenas na nossa cabeça,e esse foi o maior erro da última temporada de Game of Thrones. A série poderia nos levar a acreditar que eles eram os “protagonistas”, mas nos dar mais pistas concretas das reais intenções de Bran, colocando na nossa frente que o Corvo de Três Olhos sabia de tudo e, ao mesmo tempo, nos deixando sem perceber a sua real intenção.

O fato de não fazer isso deixou o roteiro preguiçoso, mostrando apenas no momento em que Bran é escolhido rei eonde diz: “Eu cheguei até aqui pra isso”. Essa única frase demonstra que Bran, O Quebrado, já estava pensando em tudo isso, mas apenas essa única revelação é algo muito fraco para a grandeza da série, e apenas esse momento não serve para justificar todos esses anos de história.

Todos nós estávamos prestando atenção no que era mais importante, ou que queriam que achássemos importante. Jon Snow e Daenerys não estavam fazendo o “jogo do trono”, estavam apenas vivendo um amor estranho jogado goela abaixo nos espectadores, onde Jon estava tentando ser justo em um mundo que não existe justiça e Daenerys perdendo a cabeça e ficando “louca” quando foi propício para aqueles que estavam escrevendo o final da série. Os dois personagens mais amados de Game of Thrones protagonizam uma cena digna de novela das 9, cena essa que não chega nem aos pés da grandiosidade da obra de George R.R. Martin, e nem mesmo os atores mereciam protagonizar essa cena.

Na realidade tudo girava em torno do que Bran sabia, tudo girava em torno da jornada do Rei escolhido, aquele que não estava cotado para ser o líder dos Sete Reinos. Uma virada que faz parte das surpresas de Game of Thrones e ao mesmo tempo uma virada feita de maneira preguiçosa que desagradou aos fãs, mas que faz sentido dentro da temporada mais controversa da maior série já feita.

Agora precisamos esperar George R.R. Martin lançar os livros que faltam para lermos um possível final diferente, e claro, assistir ao spin-off já confirmado de GoT para entrarmos mais uma vez em Westeros e ver mais personagens interessante desse Universo que amamos tanto.

Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: