Creed II | Crítica

O segundo filme da nova franquia de Rocky Balboa chega aos cinemas e em Creed II Sylvester Stallone volta como Balboa sendo treinador de Adonis, interpretado com maestria por Micheal B. Jordan. O longa emociona e empolga assim como todos os filmes anteriores, deixando uma pitadinha de “quero mais”.

Creed II inicia com Adonis sendo a grande estrela do Boxe Mundial e ganhando o cinturão de campeão. Com seu ego inflado acaba aceitando o desafio de Viktor Drago (Florian Munteanu) filho de Ivan Drago (Dolph Lundgren), o antagonista Russo de Rocky IV.

O filme se parece muito em alguns aspectos com Rocky IV, mas desta vez o antagonista é mais explorado e vemos um lado humano na família Drago, algo que poderia se aprofundar mais nesse aspecto, mas mesmo que muito superficialmente foi bom ver que existe esse lado no personagem.

Tessa Thompson foi perfeita em sua participação, sendo alguém tão importante quanto Adrian para Rocky, Bianca se faz presente em todo o filme ao lado de Adonis e o drama que envolve os dois é emocionante.

Mas o ponto forte do filme é a relação de Adonis com Rocky, os dois juntos tomam conta do longa e toda vez que discutem ou se entendem o filme da um salto para frente. Tudo o que envolve os dois personagens é emocionante e empolgante, a ponto de fazer chorar e rir.

O treino de Adonis junto com a trilha sonora faz o espectador participar das cenas, coisas que só acontecem em Rocky Balboa. Creed II continua essa franquia que esperamos nunca acabar.

Creed II estreia dia 24 de janeiro nos cinemas e vale o ingresso.

Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: