Artista do Desastre – Crítica

Um filme não vira cult a toa e podemos ver isso em Artista do Desastre, um longa onde James Franco se supera e consegue fazer com que entendamos um pouco da mente maluca de Tommy Wiseau, o “gênio” por trás de The Room, o pior filme já feito.

Artista do Desastre conta com James Franco como diretor, além de interpretar o protagonista Tommy Wiseau, um aspirante a diretor que se muda para Hollywood pra tenta alcançar o estrelato. Mas o que vai chamar a sua atenção no filme é o fato de ser baseado em uma história real, já que Tommy Wiseau junto com seu amigo Greg Sestero são os responsáveis pelo filme The Room, que foi lançado em 2003. O longa foi considerado o pior filme já feito em Hollywood, mas hoje é considerado cult e possui muitos fãs pelo mundo, incluindo James Franco e outros muitos produtores e pessoas envolvida com cinema.

Franco conseguiu passar e mostrar o que Wiseau estava tentando dizer com The Room, apresentando os bastidores da produção e um pouco da vida do diretor/produtor/ator do pior filme de todos os tempos. É fascinante a maneira como é tratada a história dessa pessoa enigmática e muito maluca, sempre retratando tudo com humor o filme se torna engraçado, mas de repente você se vê rindo de algo que não tem graça para Tommy. Assim como seu filme, que ele próprio produziu como um drama e hoje é visto como uma comédia trash.

James Franco é o próprio Wiseau “encarnado” durante o filme, junto com o elenco que não deixa nada a desejar. O filme merece ser visto mesmo por quem não conhece The Room, pois vai rir e ficar confuso com as ações de Wiseau, e realmente vale o ingresso e a diversão.

Nota:  classificacao-positiva

Artista do Desastre (The Disaster Artist) estreia dia 25 de janeiro nos cinemas.


Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: