GAME OF THRONES “Beyond The Wall” – Jon Snow fracassa novamente deixando o inimigo mais forte

O penúltimo episódio da sétima temporada de Game of Thrones foi polêmico, já que foi vazado na internet durante a semana e contou com muitos acontecimentos que deixaram os fãs divididos, mas o que não podemos negar é que o Rei da Noite é um adversário a altura de uma batalha final e que Jon Snow erra muito em suas decisões e planejamentos, contando quase sempre com a sorte de um escolhido.

ESTE TEXTO CONTEM SPOILERS DO SEXTO EPISÓDIO

Game of Thrones está se aproximando do final e com isso a fantasia vai ganhando mais espaço dentro da série, fato que pode começar a desagradar alguns fãs que gostavam mais do lado político e das guerras sem dragões e mortos vivos gerando muitos questionamentos sobre os acontecimentos que envolvem Jon Snow e Daenerys. Até o momento o sexto episódio foi o mais controverso dentro do universo criado pela HBO, lembrando que nos livros a fantasia sempre é citada e vista por alguns como real e por outros como apenas histórias de crianças, mas durante toda série a fantasia ficou em último plano apenas com Bran e os White Walkers que pouco apareciam.

Neste momento tudo vai se afunilando e com todas as casas deixando de existir apenas os Dragões de Dany e os soldados do Rei da Noite ficam em destaque, como é o caso de “Beyond The Wall” um episódio mais parecido com uma aventura RPG com cavaleiros sendo heroicos, Dragões atacando mortos vivos, entre outras aventuras dignas de partidas em Dungeons and Dragons. Não vou comentar sobre o tempo percorrido
pelos personagens, já que isso já foi confirmado anteriormente pelos próprios produtores para diminuir os episódios e deixar a série mais dinâmica.

Tyrion Lannister (Peter Dinklage ) e Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) – Credito HBO

O núcleo de Winterfell continua agradando com Mindinho manipulando as irmãs Stark, e gerando algumas discussões esperadas entre Arya e Sansa, lembrando que as duas já não se davam bem quando crianças, e trazendo novamente a importância de Ned Stark e suas ações que mesmo morto desde o inicio da série ainda é lembrado. Tyrion e Daenerys ainda conversam sem se entender, enquanto o anão possui os questionamentos do espectador e espera que a Rainha Targaryen se torne uma pessoa incrível superando seus antepassados, já Dany apenas segue os mesmos “erros” de reis e rainhas anteriores a ela. Os diálogos são sempre interessantes e dignos de GoT, e são eles os grandes responsáveis por nos fazerem  nos apaixonarmos por Tyrion e que mesmo com menos tempo de tela, se comparado a Jon, consegue demonstrar sua importância e relevância para série.

Finalmente chegamos na Muralha, com o “esquadrão suicida” comandado por Jon Snow que sai em uma busca sem sentido e mesmo sendo explicada por Daenerys durante a conversa com Tyrion ainda não me agradou. Mas se mostrou importante em muitos pontos, entre eles:

– O Vidro do Dragões extraído da Caverna vai ser de muita serventia contra os Outros, isso foi apresentado durante toda a luta e principalmente no momento em que Sor Jorah mata o Urso com uma punhalada;

– Jon Snow resolveu se “ajoelhar” para Daenerys após sua conversa com Tormund que foi curta mas muito importante mostrando que o orgulho dos lideres sempre causam a morte de muitos;

– Os White Walkers são organizados e muito bem comandados pelo Rei da Noite, no momento do ataque ao grupo de Jon isso pode ser claramente percebido, já que o Rei da Noite tem total controle sobre os comandados;

– No momento em que um White Walker comandante é morto os Zumbis que são controlados por ele deixam de existir;

– O Rei da Noite é um inimigo muito poderoso e isso é provado no momento em que ele acerta o Dragão de Daenerys e o ressuscita, demonstrando que além desse poder de trazer os mortos de volta e seu exército “imortal”, agora também possui a arma mais poderosa de Westeros (O Dragão).

Esses pontos são importantes para a batalha final, já que como em todo jogo de RPG as regras precisam ser apresentadas para que nada saia de seu contexto.

Até tento ser fã de Jon Snow, mas é difícil com ele sempre errando e transformando algo simples em uma dificuldade e consequentemente um problema gigantesco. Primeiro seu plano de enfrentar os Caminhantes para nada, e depois por atrapalhar Daenerys em sua partida do campo de batalha e com isso ocasionando a morte de Viserion deixando os Outros com uma arma ainda mais poderosa, e claro sem contar a morte do Tio Benjen. Jon Snow é o personagem que mais erra e o mais sortudo de Westeros, indicando que é sim o protagonista e que no final vai salvar o dia, mas como GoT é imprevisível podemos esperar de tudo.

O último episódio de Game of Thrones vai ao ar no próximo domingo, 27 de agosto na HBO.

Facebook – https://www.facebook.com/NaoSeiNd

Instagram – @naoseind

Twitter – @nsnadaa

Nosso podcast

https://mundopodcast.com.br/teiacast/variedades/nao-sei-nada/

Deixe uma resposta