Crítica – O Contador (The Accountant)

Ben Affleck nunca esteve tanto em evidencia como hoje em dia, após sua atuação como Batman em BvS: A Origem da Justiça o ator voltou com tudo como o novo herói de filmes de ação.

Anúncios

Ben Affleck nunca esteve tanto em evidencia como hoje em dia, após sua atuação como Batman em BvS: A Origem da Justiça o ator voltou com tudo como o novo herói de filmes de ação. Em o Contador (The Accountant) Affleck interpreta um homem de meia idade, contador (sim… que faz livros caixa), com um tipo de Autismo, que faz com que sua concentração para cálculos seja incrivelmente acentuada, tornando seu personagem, Christian Wolf, o melhor contador de todos.

Parece uma premissa estranha e sem graça (com todo respeito aos contadores), mas o filme se transforma varias vezes. Em alguns momentos você está assistindo um filme sobre serviços contábeis, depois um filme de investigação onde o principal investigado é Christian Wolf, de repente você está vendo “Uma Mente Brilhante”, e quando menos espera você vê o Batman/Borne que mata todos que estão no seu caminho.

Na verdade O Contador é uma mistura de alguns roteiros que já deram certo no cinema, mas isso não tira a diversão e não deixa nenhum mistério do filme chato. Pelo contrário todo Plot é bem trabalhado, e ver um cara batendo em todo mundo e sendo muito inteligente e cheio de trejeitos é muito legal, e nos faz lembrar os heróis dos anos 80/90, que simplesmente eram treinados para fazer o seu próprio bem, sem muitas explicações.

Algumas pessoas podem se assustar com esse tipo de filme que é moldado como se fosse uma história em quadrinho, ou um filme de espião como Jason Borne, mas tenho certeza que você vai se identificar com alguma referência que é feita, e são muitas, o elenco de apoio é muito bom, e conta com Anna Kendrick (Dana Cummings), J. K. Simmons (Ray King), Jon Bernthal (Brax), Cynthia Addai-Robinson (Marybeth Medina)e Jeffrey Tambor como Francis Silverberg. As piadas são pontuais deixando você impressionado em alguns
momentos.

É muito bom ir ao cinema com a expectativa baixa, e sair satisfeito com o que viu. Ver o Batman que faz a contabilidade da sua empresa Vale o ingresso. O Contador estreia dia 20 de Outubro e vai ganha uma HQ pela DC comics.

Nota: classificacao-positiva

Christian “Chris” Wolff é um sábio contador matemático que tem mais afinidade com números do que com pessoas. Atrás desse disfarce, num escritório de uma pequena cidade, ele trabalha como freelance para uma das mais perigosas organizações criminosas. Uma hora ele achou anos de registros fraudados em livros e por causa disso começa a ser caçado pela CED.

Anúncios

1 thought on “Crítica – O Contador (The Accountant)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: