Crítica – Alice Através do Espelho

Alice tem muitos fãs em todo o Mundo, e mesmo quem não é fã conhece a animação da Disney – Alice no País das Maravilhas de 1951, que foi adaptada em um filme de 2010 pela própria Disney com a direção de Tim Burton e com Johnny Depp como o Chapeleiro Maluco.

Muitos não gostaram do filme de Tim Burton que focou muito no visual e deixou um pouco de lado a filosofia e grandiosidade da obra literária de Lewis Carroll (Charles Lutwidge Dodgson), mas mesmo assim foi um recorde de bilheteria… o que não acredito que vá acontecer em Alice Através do Espelho.

Muitos estão cansados da maneira como Tim Burton conduz seus filmes e esta deve ser a razão para que a Disney escolhesse James Bobin (Muppets) para dirigir Alice Através do Espelho, me pareceu que o diretor não soube pegar o mundo fantasioso de Lewis e adapta-lo para a tela do cinema como Burton fez, deixando até mesmo o personagem de Johnny Depp apagado, tentando transformar uma história maravilhosa como a de Alice em um filme de viagem no tempo onde nada faz sentido.

Todos os diretores que forem falar de viagem no tempo precisam assistir “De Volta Para o Futuro”, e aprender que existem regras para que tudo faça sentido durante o filme. É claro que isso não foi culpa apenas do diretor, mas também da roteirista Linda Woolverton, que desconstruiu toda a historia original, a única parte semelhante a original é o fato de Alice entrar no espelho. Apesar de a premissa ser muito boa, com o Tempo sendo um personagem que faz parte da trama, e a viagem no tempo te dar diversas possibilidades, essas que não foram aproveitadas no roteiro fazendo com que o personagem interpretado por Sacha Baron Cohen fosse descartável e sem graça.

Até mesmo os efeitos em CGI em alguns momentos foram utilizados de uma maneira que fazia tudo aquilo parecer falso e sem vida, fazendo com que o espectador não acreditasse naquele universo. Mesmo com uma bela atuação de Mia Wasikowska (Alice) e com a impecável Helena Bonham Carter (Rainha Vermelha) Alice Através do Espelho deixou a desejar, nenhum alivio cômico foi apresentado no filme (ou pelo menos não foi percebido) já que quase poucas piadas me fizeram rir.

Alice Através do Espelho estreia nos cinemas em 26 de maio, e se você é fã dos personagens do primeiro filme (2010), e de Johnny Depp vá até o cinema assistir ao longa, mas infelizmente o filme não vale o ingresso.

Nota:

Sinopse: Alice (Mia Wasikowska) retorna após uma longa viagem pelo mundo, e reencontra a mãe. No casarão de uma grande festa, ela percebe a presença de um espelho mágico. A jovem atravessa o objeto e retorna ao País das Maravilhas, onde descobre que o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) corre risco de morte após fazer uma descoberta sobre seu passado. Para salvar o amigo, Alice deve conversar com o Tempo (Sacha Baron Cohen) para voltar às vésperas de um evento traumático e mudar o destino do Chapeleiro. Nesta aventura, também descobre um trauma que separou as irmãs Rainha Branca (Anne Hathaway) e Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: