Homem-Aranha é um dos heróis mais agradáveis de todos os tempos e seus filmes mesmo que não agradem muito, ainda assim são empolgantes e trazem personagens que amamos ver nas telas. E agora a Marvel Studios em parceria com a Sony Pictures, lançaram o terceiro filme do Aranha interpretado por Tom Holland, um longa cheio de surpresas que é uma homenagem ao herói criado por Stan Lee.

Em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, Peter Parker (Tom Holland) precisará lidar com as consequências da sua identidade ter sido revelada pela reportagem do Clarim Diário, com uma gravação feita por Mysterio (Jake Gyllenhaal) no filme anterior. Com isso acontecendo Parker pede ao Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) para que todos esqueçam sua verdadeira identidade. O feitiço acaba dando errado e o Multiverso é finalmente introduzido no MCU com alguns personagens de filmes anteriores aparecendo em cena.

homem-aranha sem volta para casa
Imagem: Divulgação / Sony

Algumas situações são questionáveis dentro do filme, como por exemplo, Dr. Estanho que é um mago mais poderoso que a Anciã, e nas palavras dela “é o melhor de nós”, se tornar um bobalhão que não consegue realizar a magia com Peter falando ao seu lado. Esse downgrade que fazem nos personagens do MCU sempre me incomoda, mas pode passar despercebido se levarmos em consideração que esse é o ponto de vista de Peter, um adolescente com problemas adolescentes. Mas o que não se pode deixar de lado é o grande problema dentro da trama que é a revelação da identidade do Homem-Aranha, já que durante o tratado de Sokovia todos que ficaram ao lado do Homem de Ferro tiveram suas identidades reveladas.

Mas voltando para o filme e não sendo tão “Nerd”, Homem-Aranha: Sem Volta para Casa é um ótimo final de trilogia, e consegue revisitar os outros filmes com respeito, tornando o longa uma grande homenagem que mexe com o coração de todo tipo de fã, desde o de quadrinhos até os dos filmes. A grande sacada foi trazer os vilões que os outros aranhas enfrentaram, e deixando os da era de Tobey Maguire mais sinistros e muito perigosos, enquanto os de Andrew Garfield eram mais maquiavélicos e traiçoeiros.

Imagem: Divulgação / Sony

Destaque para o Duende Verde que no universo Marvel não era possível de existir já que a Oscorp não está presente nos filmes, o vilão interpretado por Willem Defoe é incrivelmente perigoso e deixa o aranha em uma situação difícil, algo que não vimos até hoje nessa nova saga.

A MJ de Zendaya e o melhor amigo de Peter, Ned Leeds, interpretado por Jacob Batalon, são muito carismáticos fazendo com que nos importemos muito com o seu destino, enquanto a Tia May de Marisa Tomei finalmente se mostrou importante para o Peter trazendo uma das melhores cenas do MCU em questão de carga emocional.

Agora a grande homenagem vem com a junção dos Universos criados no cinema, com Tobey Maguire e Andrew Garfield retornando para seus papéis e interagindo com Tom Holland, dando um ar de continuação para tudo o que vimos e encerrando o ciclo dos atores com respeito que eles merecem.

Homem-Aranha: Sem Volta para Casa não é o melhor filme de herói de todos os tempos, mas acredito que nem precise ser, precisava apenas ser um bom filme que agrada aos fãs e a quem vai assistir sem ter a mínima ideia de quem são esses, e isso os atores, o diretor Jon Watts e todos os envolvidos conseguiram realizar com maestria. O longa é feito para os fãs do Aranha e claramente é um um até logo de Tom Holland no MCU já que ele diz “A gente se por aí” o tempo todo no filme.


Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

CONHEÇA NOSSO PODCAST

NãoSeiNada Podcast é o podcast do site Não Sei Nada que tem o intuito de trazer humor para os temas mais diversos do universo Nerd/Geek. Apresentado por amigos que adoram falar sobre esses assuntos sempre que estão juntos, de uma maneira descontraída e sem grandes pretensões, apenas para mostrar nosso amor e paixão pela cultura Pop.