A FORMA DA ÁGUA – Crítica

Elogiada produção de Del Toro chega aos cinemas em 1º de fevereiro.

A Forma da Água (The Shape of Water) é um filme escrito e dirigido por Guillermo Del Toro, uma obra linda que vai te deixar confuso com o amor entre o ser aquático e Elisa Esposito (Sally Hawkins), em uma história linda sobre diferenças e um sentimento verdadeiro de amor e amizade.

Guillermo Del Toro fez um excelente trabalho em A Forma da Água, com uma direção belíssima e deixando sua marca em todos os aspectos do longa. Com visual único  o diretor conseguiu fazer um ótimo trabalho e misturar sentimentos no espectador como causar repulsa por alguns personagens, que foram muito bem explorados na história, como é o caso de Richard Strickland (Michael Shannon), um antagonista digno desse sentimento citado anteriormente, e ao mesmo tempo te deixar fascinado por Elisa Esposito (Sally Hawkins) uma mulher que se acha diferente por ser muda ou até mesmo por adotar padrões matinais não muito aceitos pela época.

Todos os personagens tem profundidade e muitas camadas que são exploradas precisamente, poderia ficar horas vendo o dia-a-dia de todos, mas aí você é apresentado para o ser estranho. Estranheza essa que conta muito com o estilo de Del Toro apresentar seus “monstros”, e essa estranheza continua quando o interesse da protagonista aumenta pela criatura, e logo depois você se vê apaixonado por esse romance “estranho” que apenas os personagens que são excluídos dentro daquele universo entendem.

O filme conta com muitas referências clássicas do cinema e televisão, e foi muito gratificante, e emocionante, ouvir e ver Carmen Miranda cantar “Chica Chica Boom Chic”. A Forma da Água vale o ingresso, mas lembre-se de que você vai ver um filme de fantasia onde é preciso ter a mente aberta para entender tudo o que Guillermo Del Toro quer te passar.

A Forma da Água estréia dia 1 de Fevereiro nos cinemas.

Sinopse: Década de 60. Em meio aos grandes conflitos políticos e transformações sociais dos Estados Unidos da Guerra Fria, a muda Elisa (Sally Hawkins), zeladora em um laboratório experimental secreto do governo, se afeiçoa a uma criatura fantástica mantida presa e maltratada no local. Para executar um arriscado e apaixonado resgate ela recorre ao melhor amigo Giles (Richard Jenkins) e à colega de turno Zelda (Octavia Spencer).


Confira também outras novidades em nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: