Andrew Lincoln as Rick Grimes, Chandler Riggs as Carl Grimes - The Walking Dead _ Season 8, Episode 8 - Photo Credit: Gene Page/AMC

The Walking Dead “How It’s Gotta Be” – A falha tentativa de chocar os fãs

O oitavo episódio de The Walking Dead foi o último antes do hiato da oitava temporada, a série retorna com episódios inéditos apenas em fevereiro de 2018, e na tentativa de chocar os fãs a série acabou entristecendo aqueles que são apaixonados por TWD e deixando muitos fãs irados e com vontade de ver o final definitivo da série.

Este texto possui spoilers:

Claro que não queremos o fim da série, e mesmo com a queda na audiência ainda se mantem entre as mais vistas da AMC e da Fox Channel, mas está ficando difícil de entender o que os produtores e responsáveis querem com The Walking Dead. As cenas de ação não agradam tanto quanto antes, a tensão que era comum quando grupos desconhecidos se encontravam não existe mais também e com ações estranhas durante uma guerra os personagens nunca se transformam no que queremos ver além de não possuírem a profundidade que tiveram antes.

Chandler Riggs as Carl Grimes – The Walking Dead _ Season 8, Episode 8 – Photo Credit: Gene Page/AMC

Negan ainda é o que tem de melhor na série, já que em alguns momentos se mostrou mais interessante e pudemos ver outra faceta do vilão. Rick ainda é o protagonista forte, mas mesmo assim o elenco de apoio não ajuda e personagens que os fãs adoram ficaram jogados a meros coadjuvantes que faziam besteira com diálogos rasos e ações sem sentido. Muito tempo de tela foi perdido em “How It’s Gotta Be” com Eugene (Josh McDermitt), que aparentemente foi “importante” até aqui, mas não é algo que agrade, queremos ver aqueles que lutaram juntos para sobreviver até agora.

O ponto mais polemico do episódio foi o final, quando finalmente vemos um Carl (Chandler Riggs) “tomando as rédias” da situação, enfrentando Negan e se mostrando importante, mas logo eles o tiraram de nós, em uma fatídica mordida que não aparece em nenhum momento de fato, uma maneira covarde de acabar com um personagem tão importante. O maior problema foi como o fizeram, em apenas um episódio, sem mostrar o que realmente aconteceu em uma tentativa de chocar o telespectador sem um real motivo.

Infelizmente me sinto triste com o desfeixo, espero que isso realmente alavanque a história e que tudo melhore e The Walking Dead volte a ser o que era em suas primeiras temporadas, uma série empolgante e tensa com personagens que amamos e odiamos amar.

The Walking Dead volta de seu hiato em fevereiro de 2018.


Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: