Crítica – Dunkirk

Christopher Nolan surpreende novamente com o excelente Dunkirk, um filme sobre a Operação Dínamo, em Dunquerque, para resgatar os soldados Britânicos que estavam encurralados pelos alemães junto com franceses e belgas na região. Um filme que mostra a angustia e a força pela sobrevivência em uma batalha perdida e muito importante para a história da humanidade.

Estamos acostumados a ver filmes sobre as grandes conquistas dos Aliados durante a Segunda Guerra Mundial, mas esquecemos que esses vitoriosos enfrentaram um grande exército muito bem treinado e que também ganhava algumas batalhas. O diretor Christopher Nolan conta a história da Operação que salvou os soldados que estavam encurralados e sem esperança em Dunquerque (Dunkirk), apresentando um filme que mostra como é sobreviver e lutar por sua vida durante uma guerra.

Sem grandes batalhas entre fuzileiros e sem o romantismo sempre imposto por Hollywood quando falam da Segunda Guerra, em Dunkirk é possível ver o desespero e a vontade que os soldados tinham de sair daquele local, onde já haviam perdido e nada mais restava. A trilha sonora te faz ter vontade de sair correndo do cinema, fazendo muito bem seu papel e mostrando para o espectador que todos querem sair daquela terra.

Durante todo filme é possível ver na feição dos atores o desespero e o terror no momento em que os caças aparecem no céu e Nolan sabe contar uma história com a linha do tempo modificada e toda embaralhada, deixando quem está assistindo curioso sem perder o foco e sem se perder durante o filme.

Dunkirk é um ótimo filme sobre a guerra, que conta como é ser um soldado, um garoto perdido em meio a bagunça de uma batalha, um soldado querendo voltar pra sua casa após uma derrota. Contando uma batalha perdida que é esquecida, mas que possui uma grande importância para a vitória que viria mais tarde, o filme realmente vale o ingresso.

Nota: classificação 4

Dunkirk estreia dia 27 de julho nos cinemas. Veja nossa lista de filmes do diretor Christopher Nolan que você deve assistir.

 

Facebook – https://www.facebook.com/NaoSeiNd

Instagram – @naoseind

Twitter – @nsnadaa

Nosso podcast

https://mundopodcast.com.br/teiacast/variedades/nao-sei-nada/

One thought on “Crítica – Dunkirk”

Deixe uma resposta