Crítica – O Chamado 3 (Rings)

Falta de criatividade traz de volta um dos filmes de terror mais famosos dos anos 2000, em uma tentativa de revitalizar a saga “Chamado” o diretor Javier Gutiérrez não consegue nos contar uma boa história, junto com um roteiro que tenta dar continuidade aos dois filmes anteriores e ao mesmo tempo deixa de lado toda a mitologia de Samara.

O Chamado 3 (Rings) é um daqueles filmes de terror onde não se deve esperar muito, mas a mitologia criada sobre a Samara é uma das mais conhecidas no terror atual, e realmente era possível continuar ou revitalizar a franquia com base no original. Mas parece que os roteirista e o diretor Javier Gutiérrez não conseguiram fazer isso. O filme não tem clima de terror, começando pela cena inicial que mais parece um filme de ação com monstro do que um terror, já que não se tem uma ambientação para nos assustar ou nos deixar apreensivos, apenas muita ação com uma trilha que parecia ter saído de Triplo X.

Durante todo o filme as regras da Samara eram quebradas e o “monstro” simplesmente foi deixado de lado, como se fosse uma subtrama sem sentido. Desconstruindo tudo o que conhecemos e transformando o filme em uma bagunça sem tamanho, com contradições e soluções burras, sempre um som muito alto para assustar o espectador, foi usado até um abrir de guarda chuva com um som alto para tentar nos assustar.

O elenco não foi muito bem escolhido, com atores que pareciam estar participando de uma novela daquelas onde tem adolecentes de meia idade que estão aprendendo a interpretar, sem carisma, sem graça, não senti em nenhum momento o pesar por eles poderem morrer.

O Chamado 3 não pode ser chamado de terror, foi um desastre que não deveria ter saído do papel.

Nota: classificação 1

Sinopse: 13 anos após os acontecimentos dos primeiros capítulos da franquia de terror, uma jovem e seu namorado decidem explorar o submundo misterioso em torno de um vídeo que supostamente mata quem o assistiu em 7 dias. Ela então se sacrifica para salvar o namorado e acaba fazendo uma descoberta aterrorizante: existe um outro “vídeo dentro do vídeo” que ninguém nunca assistiu.

Facebook – https://www.facebook.com/NaoSeiNd

Instagram – @naoseind

Twitter – @nsnadaa

Anúncios

3 comentários em “Crítica – O Chamado 3 (Rings)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s