Os miseráveis crítica

Os Miseráveis | Crítica

O longa “Os Miseráveis” (Les Misérables), é um dos indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro nesta edição de 2020 e traz um retrato intenso e provocador das tensões entre a população e a polícia, inspirado nas manifestações que aconteceram em 2005 em Paris.

Os Miseráveis, filme de drama político francês, dirigido por Ladj Ly, foi inspirado no curta de mesmo nome e nas manifestações ocorridas em 2005 em Paris e retrata uma sociedade adoecida e toda a rivalidade entre o povo e a polícia.

O filme traz uma crítica política e social de uma Paris pouco explorada e completamente distante da versão turística e romantizada que estamos acostumados, além de retratar uma comunidade abandonada pelo poder público e que tem em seus membros a esperança de algo melhor, mesmo que suas atitudes não sejam as mais convencionais. Nos levando a uma reflexão sobre o abuso de autoridade, racismo, crise migratória e corrupção enquanto traça um paralelo com o romance de Victor Hugo e, infelizmente, nos mostra que em muitos aspectos são poucas as coisa que mudaram desde o século 19.

Os Miseráveis chega aos cinemas em 16 de janeiro e ganhou o prêmio do Júri do Festival de Cannes em 2019. Foi um dos indicados ao Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro em 2020 e agora também segue como indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro 2020.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: