Tomb Raider: A Origem – Crítica

Após o sucesso do reboot da franquia de games Tomb Raider, a Square Enix e a Warner Bros resolveram fazer a mesma coisa com os filmes da aventureira Lara Croft. Com Tomb Raider: A Origem, finalmente conseguimos ver um pouco de vídeo game no cinema, algo muito próximo do que temos no game de 2013, com cenas de ação muito parecidas com a nova franquia e uma Lara Croft inexperiente que desta vez é interpretada por Alicia Vikander.

Não é sensato comparar este filme com os anteriores que tinham Angelina Jolie como Lara, já que esses são baseados nos primeiros games que foram lançados nos anos 90 e contam com uma abordagem muito diferente dos novos jogos da franquia. Esses sim trazem uma Lara Croft que está aprendendo a se virar sozinha antes de se tornar a protagonista que esperamos, isso é muito bem retratado durante o filme mesmo com algumas divergências no segundo ato, mas essas divergências não atrapalham o desenvolvimento da personagem que foi “encarnada” por Alicia Vikander.

A Atriz ganhadora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “ A Garota Dinamarquesa”, realmente vestiu a camisa e se tornou Lara Croft, com uma preparação árdua para enfrentar as dificuldades que a protagonista vivencia durante o filme, é possível ver o esforço da atriz nas cenas de ação que mesmo contando com CGI foram feitas pela própria Alicia.

O roteiro é simples e em algumas vezes chega a ser óbvio, principalmente pra quem está acostumado a jogar Tomb Raider, mas isso tudo pode ser visto como uma grande referência ao game.

Um dos pontos fracos é a falta de personagens femininas e alguns momentos em que Lara poderia dar conta de tudo sozinha, mas infelizmente contou com ajuda masculina, isso pode ser visto como uma sutileza, mas realmente alguns fãs irão sentir esse momento.

Tomb Raider: A Origem é um bom filme baseado em game e vale o Ingresso. O longa estréia dia 15 de Março nos cinemas.

Confira também nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

Nosso podcast

https://mundopodcast.com.br/teiacast/variedades/nao-sei-nada/

https://podflix.com.br/naoseinadacast

http://youtuner.co/channel/naoseinada.com.br

 

 

One thought on “Tomb Raider: A Origem – Crítica”

Deixe uma resposta