Crítica – Kingsman: O Circulo Dourado

Kingsman: O Circulo Dourado é a continuação do filme de 2015 que fez muito sucesso,
apresentando uma adaptação do quadrinho Kingsman, fugindo do convencional em filmes de agente secreto.

Kingsman: O Círculo Dourado é a continuação do filme de 2015 que fez muito sucesso, apresentando uma adaptação do quadrinho Kingsman, fugindo do convencional em filmes de agente secreto. Com isso não demorou para o longa do diretor Matthew Vaughn ser anunciado como franquia, e assim está nascendo uma das mais divertidas do gênero.

Com um elenco fora de série Kingsman: O Círculo Dourado consegue divertir e extrapolar o conceito de agente secreto. Com ação do começo ao fim, muito slow motion e uma trilha de arrepiar o filme de Matthew Vaughn agrada em todos os sentidos fazendo com que o tempo passe e você nem perceba. Julianne Moore é Poppy, uma vilã interessante que supera o anterior e até mesmo a volta de Harry Hart (Colin Firth) é bem explicada e muito bem colocada na trama.

A trilha sempre faz um ótimo contraste com as cenas de ação que são impressionantes, e foi muito bom ver Pedro Pascal (Jack Daniels) mandando bem na famosa cena do bar. A introdução de Statesman foi muito bem colocada ampliando o universo de Kingsman e apresentando personagens interessantes que realmente vamos querer ver em outros filmes da franquia.

Kingsman: O Círculo Dourado vale o ingresso, um filme divertido sem grandes pretensões mas que acerta no que quer fazer, agradar e entreter, e isso basta.

Kingsman: O Circulo Dourado estreia 28 de setembro de 2017.

Sinopse: Um súbito e grandioso ataque de mísseis praticamente elimina o Kingsman, que conta apenas com Eggsy (Taron Egerton) e Merlin (Mark Strong) como remanescentes. Em busca de ajuda, eles partem para os Estados Unidos à procura da Statesman, uma organização secreta de espionagem onde trabalham os agentes Tequila (Channing Tatum), Whiskey (Pedro Pascal), Champagne (Jeff Bridges) e Ginger (Halle Berry). Juntos, eles precisam unir forças contra a grande responsável pelo ataque: Poppy (Julianne Moore), a maior traficante de drogas da atualidade, que elabora um plano para sair do anonimato.

Confira nossas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/sitenaoseinada/

Instagram – @sitenaoseinada

Twitter – @sitenaoseinada

NãoSeiNadaCAST é o podcast do site Não Sei Nada que tem o intuito de trazer humor para os assuntos mais sérios do universo Nerd/Geek. Apresentado por amigos que adoram falar sobre esses assuntos sempre que estão juntos, de uma maneira descontraída e sem grandes pretensões, apenas para mostrar nosso amor e paixão pela cultura Pop e que podemos discutir com opiniões diferentes mas sempre se entendendo e rindo muito.

Deixe uma resposta

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
%d blogueiros gostam disto: