Crítica – Mãe!

Não espere um filme de terror com sustos, vá ao cinema para ver um suspense que vai te fazer pensar e discutir por dias. Esse é Mãe!, o filme do diretor e roteirista Darren Aronofsky que conta com várias camadas e muitas metáforas, fazendo uma crítica a religiosidade e a sociedade.

Texto sem spoiler 

Darren Aronofsky consegue te deixar confuso, com raiva, medo, feliz e te faz pensar muito ao final do filme. O diretor juntou um elenco de peso com Jennifer Lawrence (Mother), Javier Bardem (O Poeta), Ed Harris (Man), Michelle Pfeiffer (Woman) entre outros que estão ótimos em suas interpretações. Vivenciamos sempre a visão de Lawrence (Mother) então é possível sentir a confusão e os medos da personagem, é
muito bom assistir algo que faz com que fiquemos desconfortáveis, mas que nos entrega algo tão poético que realmente pensamos se aquilo é mesmo a verdade.

Mãe! é um suspense incrível que mostra a visão de Aronofsky e como ele enxerga o mundo e a religiosidade. O roteirista/diretor faz uma crítica interessante sobre a nossa sociedade, como lidamos com o que é importante para nós, mas principalmente “bate forte” na instituição religiosa e como lidamos com nossa concepção de criatura e criador. Sempre fazendo metáforas relacionadas a algumas passagens da bíblia além de apresentar uma relação entre marido e mulher, trabalho e família.

O filme realmente vale o ingresso mas eu lembro que é necessário assistir com a mente aberta, e sempre entendendo que aquilo tudo é uma grande metáfora.

Nota: classificação 4

Mãe! estreia dia 21 de setembro nos cinemas.

Confira também nossas redes:

Facebook – https://www.facebook.com/NaoSeiNd

Instagram – @naoseind 

Twitter – @nsnadaa 

Nosso podcast

https://mundopodcast.com.br/teiacast/variedades/nao-sei-nada/

One thought on “Crítica – Mãe!”

Deixe uma resposta