Primeiro episódio de Luke Cage

Sei que a Netflix disponibiliza a temporada inteira de suas séries, mas aqui vou comentar o primeiro episódio antes de falar sobre a temporada. Mesmo porque o que mostra o tom da série é o primeiro episódio, que apresenta muito bem os personagens e suas ligações, quem é o vilão e quem é o “mocinho”, nesse primeiro episódio o que menos vemos são os poderes de Luke Cage.

O primeiro episódio mostra desde o começo o ar de “gueto” do Harlem, com a trilha sonora sempre em destaque. Apresentando Luke Cage agora como um trabalhador em uma barbearia, já com muitas referências como o ato do anti-herói não falar palavrão, e com Pop (Frankie Faison) falando seus apelidos. Sempre com um ar da cultura negra americana, um pouco estereotipada na minha opinião, mas essa é a proposta da série já que o personagem teve sua origem baseada na cultura blaxploitation da década de 1970, mas baseado nesse início é possível ver que isso foi adaptado de maneira excelente.

luke cage netflix

Não espere grandes ações e grandes revelações, isso vai acontecer mais pra frente, mesmo porque os poderes do Poderoso são mostrados apenas no final do episódio, claro que isso tem uma explicação. O único ponto negativo desse primeiro episódio é a lentidão, tudo é muito demorado e muito explicado, parece que apresentar os personagens era o mais importante.

luke-cage-sdccPersonagens esses que são  interessantes, diferente da primeira temporada do Demolidor por exemplo, que os personagens secundários e as subtramas não eram tão interessantes, já nesse “piloto” é possível ver que muitas subtramas vão se desenrolar para que tudo se feche no final. Como a relação entre os vilões Cottonmouth e Maria Dillard, que formaram as melhores falas do episódio, ou até mesmo a aparição de Shades, que deixa Luke desconcertado.

Como a primeira impressão é a que fica, Luke Cage se mostrou a melhor série da Netflix/Marvel, em termos técnicos e desenvolvimento dos personagens, e quem sabe até a mais divertida. Agora é só ver tudo e colocar aqui o que achamos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: